A cortina divisória?!

Foto Exibe Foto Exibe

Ultimamente, temos visto nas revistas européias, em ambientes amplos e de linhas minimalistas, a utilização de uma cortina de tecido figurando como divisora de ambientes. Não propriamente divisora de ambientes, tal peça se parece muito mais como uma opção simpática e econômica à porta de correr.

Em um apartamento pequeno, a cortina divisória pode dividir a área social da área íntima. Em um quarto, ela pode dividir closet do restante do dormitório.

As finalidades da cortina usadas dessa maneira são várias, a depender do tecido nela empregado. Se utilizado um tecido leve, como um voil ou gaze de linho, o resultado será extremamente charmoso, produzindo-se uma atmosfera romântica e acolhedora. Se a matéria-prima da cortina for um tecido mais encorpado, como um blackout em tecido, gorgorão, algodão ou linho, ter-se-á uma divisória esteticamente mais sisuda, séria, de sorte que também, em razão do tecido ser mais grosso, tal cortina ajudará no isolamento térmico e acústico do ambiente.